Brasil deve ampliar a produção energética com o uso de fontes limpas e renováveis

connepi-palestra-enio-site

Por Makfferismar Santos

O potencial de geração de energias solar e eólica foi apresentado aos congressistas do X Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação (CONNEPI) na programação de palestras da quarta-feira, dia 02. O estudo preliminar é do Laboratório de Modelagem e Estudos de Recursos Renováveis de Energia do Instituto Nacional de Pesquisa Espacial (INPE) e foi exposto pelo pesquisador Ênio Bueno.

Para uma plateia atenta, Ênio analisou a atual matriz energética brasileira.  Para o pesquisador, o Brasil precisa aprimorar o parque energético e aumentar o percentual de contribuição de fontes limpas e renováveis. Ele afirmou ainda que a composição atual da matriz energética brasileira ocasionou um aumento do custo de produção e fez o Brasil cair no ranking da produção de energia limpa, com o aumento da produção por meio de usinas termelétricas, fonte que possui um alto custo para geração de energia.

“Historicamente, a energia gerada através das hidrelétricas era considerada uma fonte limpa e renovável, ela representa mais de 60% da nossa matriz. Hoje, observamos o grande impacto ambiental e social que este tipo de empreendimento pode gerar, ocasionando a inundação de extensas áreas, gerando perda de fauna, flora e até no deslocamento de comunidades ribeirinhas e indígenas, em muitos casos.”

Ênio explicou ainda que o Brasil possui o chamado ”Cinturão Solar”, uma faixa territorial que inicia no Norte e passa pelo Nordeste e Sudeste: “No cinturão solar é onde está localizada a maior parte dos empreendimentos de energia eólica e fotovoltaica, em razão da grande incidência solar e de uma menor concentração de nuvens.”

“É uma realidade. Precisamos investir na geração de energia por fonte solar e eólica. Temos um País que é privilegiado e que possui uma extensa área que pode ser aproveitada para essas formas de geração de energia. Veja, por exemplo, que mesmo as áreas degradadas da Amazônia podem ser utilizadas para instalação de painéis solares”, concluiu o pesquisador.

O pesquisador informou, também, que em breve iniciará uma ação para dimensionar o real potencial nacional para a produção de energia em fonte limpas.

Compartilhar
Print this pageEmail this to someoneShare on Facebook1.2kTweet about this on TwitterPin on Pinterest0